Vilhena – RO. Registra 65 novos casos confirmados de vilhenenses com covid-19.

Vilhena registrou 65 novos casos confirmados de vilhenenses com covid-19, sendo 38 por RT-PCR, 26 por teste rápido e um por análise clínico-epidemiológica. Foram identificados ainda 31 resultados negativos, 42 novos casos suspeitos e 40 recuperados. Dessa forma, Vilhena registra até as 20h de hoje: 2.895 casos confirmados de vilhenenses, nove positivados moradores de outras cidades, 41 óbitos de vilhenenses, nove óbitos de moradores de fora e 148 casos suspeitos. Há atualmente no município 364 casos ativos de moradores de Vilhena, bem como 2.490 já recuperados e 12 transferidos.

Há 18 pacientes internados em isolamento na Central de Atendimento à Covid-19, sendo oito na UTI, dos quais quatro com necessidade de respirador do sexo masculino com 53, 67, 69 e 71 anos, bem como quatro pacientes na UTI sem necessidade de respirador, dois do sexo feminino com 31 e 65 anos e dois do sexo masculino com 47 e 69 anos. Outros 10 pacientes estão internados na Enfermaria da Central, sendo cinco do sexo masculino com 41, 63, 68, 70 e 83 anos e cinco do sexo feminino com 46, 61, 73, 74 e 83 anos. Dos internados, todos têm resultado positivo para covid-19. A taxa de ocupação de leitos da Central de Atendimento à Covid-19 é de 50% (sendo 80% na UTI e 38,4% na Enfermaria).

A direção do Hospital Regional de Vilhena, responsável pela Central, informou que dois destes pacientes em internação na UTI ficarão por poucas horas no local, passando por recuperação momentânea. Assim, a taxa de ocupação da UTI retornará a 60%. Ao mesmo tempo, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) explica, novamente, que, conforme a lei n° 5.285, alcançar a taxa de ocupação de 80% na UTI permite, e não obriga, a Prefeitura a adotar medidas de fechamento (lockdown) no município.

Há ainda, segundo a Semus, a previsão de ativação de novos leitos de UTI na Central nos próximos dias, elevando consideravelmente a capacidade de internação de pacientes graves. A medida deverá permitir à Prefeitura dobrar o número de leitos disponíveis para UTI e dar mais fôlego ao munícipio no atendimento aos casos de covid-19 com maiores complicações.

O Estado registrou até hoje 55,7 mil casos confirmados e 1.155 óbitos. No Brasil o número de casos confirmados já ultrapassou 3,952 milhões, com 122,6 mil mortes. No mundo são 25,9 milhões de casos confirmados e 860 mil mortes.

FACEBOOK – Foi lançada a página “Prefeitura de Vilhena – Covid-19” no Facebook. Essa página servirá para divulgar, a partir de 15 de agosto, de forma exclusiva, tudo sobre a covid-19 em Vilhena. O boletim diário também passará a ser divulgado nesta nova página do Facebook. Acesse a nova página por esse link: https://www.facebook.com/vilhenacovid19/.

WHATSAPP – Outro canal pelo qual os vilhenenses podem receber informação sobre a covid-19 é o WhatsApp da Prefeitura. O cadastramento é simples. Basta mandar uma mensagem pelo aplicativo com a palavra “corona” para o telefone 3919-7081.

DECRETO EM VIGOR – O principal decreto municipal que trata do combate à pandemia no município tem seu texto mais atualizado disponível em: http://www.bit.ly/decretocovid19vilhena.

ATENDIMENTO – Pessoas que tenham sintomas ou se considerem suspeitas de ter covid-19 devem procurar os postos de Saúde em Vilhena. Aos fins de semana a unidade em funcionamento é a Afonso Mansur, na avenida Brigadeiro Eduardo Gomes (das 7h às 19h).

DENÚNCIAS – Denúncias de descumprimento de normas de Saúde podem ser feitas pelos números: 190 da Polícia Militar (24h) ou 3322-1936 da Vigilância Sanitária (7h às 17h30, de segunda a sexta-feira).

MAPA – Veja mapa, gráficos e tabelas dos casos da cidade no Painel Covid-19 Vilhena disponível no site da Prefeitura, no menu “Serviços” e também pelo link  direto: www.bit.ly/painelcovidvilhena.

SEMCOM