SEM CONTROLE: Preço dos alimentos da cesta básica disparam nos supermercados.

Abusos são cometidos sem inibição dos órgãos competentes.

O Procon, ou mesmo as instituições de filiações empresariais viram as costas para o problema.

Os preços dos principais produtos da cesta básica disparam nos supermercados. Arroz, carne, leite longa vida e pão francês são os alimentos que tiveram o maior aumento de preço.

De acordo com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em agosto, a inflação teve alta de 0,15% em Goiânia. Ainda sim, é a a terceira menor do país, ao lado de Belém do Pará que ficou com a mesma variação. Brasília (0,08%) e Fortaleza (0,11%) apresentaram os menores índices. Segundo o índice Nacional de Preços ao Consumidor, publicado pelo IBGE, os produtos de  alimentação e bebidas tiveram de 0,34%, com alta nas carnes (3,06%), leite longa vida (4,36%) e frutas (2,47%). O arroz subiu 2,22% e o pão francês 0,99%.

A Associação dos Supermercados revela que os motivos para o aumento dos preços de alguns produtos é crise gerada pela pandemia da Covid-19 e a alta do dólar. Entretanto, alguns alimentos registraram queda, como o a batata-inglesa (-17,16%), o tomate (-4,20%), o alho (-8,15%) e a cebola (-8,04%).

Fonte: Sagres Online.

Edição e Redação:  amazoniaemfoco