Secretário adjunto da SEAGRI sai do governo dia 1º de janeiro acusando Júnior Gonçalves

O secretário-adjunto de estado da Agricultura, Bruno Scheid, é mais um membro do alto escalão a manifestar o desejo de deixar o Governo Marcos Rocha, antes do fim do primeiro ano de mandato. Ele já enviou requerimento ao governador comunicando seu desligamento da função ´em caráter irrevogável e irretratável´ esta semana.

No requerimento, Bruno deixa claro nas entrelinhas um pouco do seu descontentamento com a forma como toda a política institucional e a agenda oficial do governador Marcos Rocha é conduzida pelo secretário da Casa Civil, Júnior Gonçalves. O adjunto disse que estará fora do cargo a partir do dia 1ª de janeiro de 2020.

Para quem vive o dia-a-dia da política rondoniense sabe que Júnior Gonçalves hoje age como se fosse um 1º ministro do Governo Marcos Rocha, fazendo mando e em todos os setores da administração estadual. A ação implacável de Júnior tem levado a muitos descontentamentos na alta cúpula, o que tem levado vários secretários a manifestar que devem abandonar o barco.

Júnior Gonçalves age dessa forma como se fosse o dono do Estado porque, segundo alguns aliados, Marcos Rocha tem dado carta branca. O governador pouco aparece e até mesmo encontra-lo para uma audiência institucional é um verdadeiro desafio. O deputado Lazinho da Fetagro, por exemplo, já disse em plenário que há quase um ano tenta uma audiência com Marcos Rocha e não consegue.

O descontentamento com Jùnior Gonçalves na Casa Civil é maior e o pedido de exoneração de Bruno Sheid e as declarações de Lazinho da Fetagro são apenas exemplos de que há algo errado. A possibilidade de que mais secretários deixem o cargo é grande, pois o ano eleitoral de 2020 poderá ser ainda mais sofrível com a presença de Júnior Gonçalves como mandatário do Estado.

E escreveu que estaria muito contente em exercer sua função e acredita que o próximo secretário a lhe substituir poderá fazer.

Compreendo que as vicissitudes da política e a direção planejada pela agenda de Governo poderão ser melhor trabalhadas por um novo Secretário, mais
alinhado às práticas da Agenda Oficial desenha pela Casa Civil e pelo Exmo. Sr. Secretário, Junior Gonçalves.

Bruno é pecuarista em Ji-Paraná e assumiu o cargo em agosto como forma de impulsionar o agronegócio do Estado, setor que ele é grande conhecedor.

Fonte: oobservador