DIÁRIO DA CORTE. As mesmas notícias de um jeito diferente.

Inundações trazem transtornos e prejuízos em Vilhena.

Não e de hoje que o mesmo problema vem incomodar os Vilhenenses, mesmo com tanto marketing e divulgações de obras as quais prometiam trazer soluções imediatas para os alagamentos eles ressurgem a cada período chuvoso. Isso ocorre há décadas em Vilhena em resultado as más gestões que por Vilhena passaram.

O interessante é que tudo caiu no colo do atual mandatário que têm duras criticas e ofensas pessoas nas redes sociais.

Milhões foram gastos em gestões anteriores ao longe de quase 20 anos e nada mudou na situação dos pontos de alagamentos deixando os Vilhenenses sem ter o que fazer ao não ser ver seus bens indo de água a baixo.

Os pontos são sempre os mesmo, Avenida Paraná, Melvin Jones brigadeiro Eduardo Gomes, e alguns pontos isolados das avenidas centrais da cidade.

Arma poderosa para os opositores da gestão Eduardo Japonês que usa da desgraça alheia para investir em politicagem deixando claro, sem logica ou base, em suas postagens em redes sociais que a responsabilidade e do atual gesto. Esquecem que Vilhena vem a décadas passando por estes alagamentos e a culpa e clara e evidente dos gestores antecessores ao atual que gastaram caminhões de dinheiro e nada concluíram nas drenagens que prometiam resolver de vez os problemas de alagamento.

Fica aqui o repudio de cidadãos de bem que ignora e não compactua dessa forma politiqueira e suja de elevar a altares o nome de gestores anteriores que tanto levaram dos cofres publico e nada fizeram pelo nosso município.

Fica aqui nosso repudio e indignação a clãs que tem processo ou responderam algum processo condenatórios e não tiveram a hombridade e decência de devolver o que a justiça sentenciou julgou o que teriam desviaram de cofres públicos.

E surpreendentemente ridículo ver pessoas graduadas intelectualmente ter certas atitudes somando cogitando interesses próprios, disfarçando suas postagens como preocupação com a população, mas na verdade são corruptos e indignos de ser chamados defensores do povo.

Odair Araújo.

Blogueiro.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA