Colheita de café é iniciada em RO e Seagri orienta sobre cuidados e prevenção ao coronavírus

Começo da colheita é comemorado anualmente no dia 10 de abril no estado. Secretaria de Agricultura dá recomendações sobre como proceder nesse período.

O começo da colheita do café é comemorado no dia 10 de abril em Rondônia. A Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) preparou uma cartilha para os produtores rurais com dicas para a colheita e pós-colheita dos Robustas Amazônicos, assim como recomendações de prevenção ao coronavírus.

Entre as medidas de precaução contra o vírus estão a limpeza dos maquinários; utilização de máscaras e álcool em gel; evitar aglomerações no campo; manter a distância de 1,5 m entre os trabalhadores; no caso da necessidade de trabalho em equipe dar preferência aos que possuem convívio familiar; evitar o trabalho no campo dos que fazem parte do grupo de risco; não compartilhar objetos pessoas e ferramentas de trabalho; e, caso necessário, fornecer equipamentos de proteção individual e itens de higiene pessoal.

Segundo a secretaria, como o pico da Covid-19 está previsto para abril, a recomendação é que a colheita seja iniciada em maio, pois como os frutos não se soltam do pé depois de maduros, o adiamento da colheita não deve acarretar prejuízos aos produtores.

Veja também algumas orientações sobre a colheita:

Colheita:

  • Aguarde o máximo possível para iniciar a colheita do café. Comece quando, pelo menos, 80% dos grãos estiverem maduros (cereja). Isso vai ajudar a obter maior rendimento na produção e a melhorar a qualidade de bebida do café.
  • Para lavouras clonais, faça colheitas por clones separados. Assim, você padroniza a maturação das plantas e terá lotes mais homogêneos com relação às características físicas dos grãos e sensoriais das bebidas.
  • Inicie a colheita pelos clones mais precoces, depois os intermediários, e por fim, os tardios.

Pós-colheita:

  • Após a colheita, orienta-se deixar o café à sombra, pode ser acondicionado em sacos permeáveis. É preciso iniciar a secagem no mesmo dia.
  • Recomenda-se a lavagem do café, pois assim elimina-se o restante das impurezas e separa-se os frutos tipo boia.
  • Uma forma barata e eficiente para lavar o café é utilizar recipientes como caixas dágua e tambores, com o auxílio de uma malha tipo sombrite e peneira.

Secagem:

  • Esparrame o café no terreiro em camadas de 2 a 3 cm de espessura e movimente-o, pelo menos, a cada 1 hora, para evitar fermentação negativa.
  • Dê preferência para os sistemas de secagem natural, como os terreiros suspensos e as estufas. Esses sistemas operam com a temperatura próxima do ideal, 35°C, o que possibilita a seca mais homogênea, a preservação da integridade física dos grãos e maior qualidade.
  • Para quem não possui estrutura de secagem na propriedade, uma alternativa é a secagem sobre a lona, ou o uso de pano de colheita que evitará o contato direto dos frutos com o solo.
  • No caso da secagem mecânica, recomenda-se os secadores de fogo indireto. Atente para nunca ultrapassar a temperatura de 55°C na massa de grãos.
  • Recomenda-se que a umidade final dos grãos fique entre 11% e 12%.
  • Fonte:G1