MSF – Medicos Sem Fronteiras – INFORMATIVO

Coronavírus

Mais de 100 países já relataram casos do Covid-19, a doença provocada pelo coronavírus. A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto como uma pandemia, que é uma epidemia que ganha escala global.

O coronavírus é um novo vírus contagioso e ainda há muito a ser descoberto sobre ele. Ao contrário daqueles que causam a gripe comum, não há pré-imunidade conhecida, vacina ou tratamento específico e presume-se que todas as pessoas sejam suscetíveis a ele. Médicos Sem Fronteiras (MSF) está muito preocupada com como a pandemia do Covid-19 afetará a população de países com sistemas de saúde já frágeis. A sobrecarga dos sistemas de saúde vem se mostrando um dos maiores impactos da nova doença, mesmo em países com estruturas médicas robustas. Em países com estruturas fragilizadas por falta de investimento ou conflitos, como as regiões em que MSF atua, o peso sobre as equipes e instalações médicas pode ter resultados ainda mais devastadores.

Causa

Os coronavírus são uma grande família de vírus que causam doenças que variam do resfriado comum a doenças mais graves, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV).

 

O Covid-19 é a doença do coronavírus provocada pela nova cepa descoberta em 2019, que não havia sido identificada anteriormente em seres humanos.

Prevenção

As principais recomendações para impedir a propagação do vírus incluem lavagem regular das mãos; cobrir boca e nariz com a parte interna do cotovelo ou com lenço descartável ao tossir e espirrar; e evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas gripais.

Sintomas

Sinais comuns da infecção incluem febre e tosse seca e, em menor proporção, sintomas respiratórios, dores no corpo e incômodo na garganta. Algumas pessoas são infectadas, mas não apresentam sintomas e não se sentem mal. Cerca de 80% se recuperam sem precisar de tratamento especial e 1 em cada 6 pessoas que contraem o coronavírus fica gravemente doente e desenvolve dificuldade em respirar. Pessoas idosas e que têm problemas crônicos, como pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver a forma grave da doença. Pessoas com febre, tosse e dificuldade em respirar devem procurar orientação médica.

Tratamento

Não há nenhum tratamento específico com medicamentos antivirais para o coronavírus. O tratamento se baseia no alívio dos sintomas.

Atividades

A pandemia do novo coronavírus atingiu todo o mundo e mesmo os países com os sistemas de saúde mais desenvolvidos têm dificuldade para lidar com o número de pacientes com necessidade de cuidados intensivos. Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalha respondendo a diferentes necessidades em mais de 70 países e está adaptando seus projetos para ajudar também na resposta à COVID-19. Além disso, MSF passou a apoiar a resposta de emergência em países europeus onde não possuía projetos, como forma de aliviar a sobrecarga sobre os sistemas de saúde.

No Brasil iniciamos em 1º de abril atividades em São Paulo de combate à COVID-19. O trabalho é focado em pessoas vulneráveis, como pessoas em situação de rua, migrantes e refugiados, usuários de drogas, idosos e pessoas privadas de liberdade.

Além de São Paulo, MSF está se preparando para iniciar atividades no Rio de Janeiro, mantendo o foco na população mais vulnerável. Também estamos adaptando nossas ações para o combate à COVID-19 em Roraima, onde possuímos um projeto direcionado ao reforço do sistema de saúde local em função do aumento da migração.

Fonte MSF.