Audiência pública da Saúde revela dados positivos de 2019: nesta sexta-feira acontece a audiência de outras secretarias

Prestação de contas demonstra avanços importantes na Saúde vilhenense após investimentos importantes.

Vereadores, Adilson e Célio Batista.

Durante toda a manhã desta quinta-feira, dia 27 de fevereiro, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) revelou dados de atendimento do último quadrimestre de 2019 e também do restante do ano passado no auditório da Prefeitura durante a 50ª audiência pública de prestação de contas. Os números demonstraram expressivo avanço em diversos setores da Saúde. Nesta sexta-feira, a partir das 8h, acontece a audiência pública de todas as outras secretarias da Prefeitura, também no auditório.

Houve aumento de pouco mais de 100 nascimentos em Vilhena no ano de 2019 em relação a 2018, sendo que neste último ano, do total de 2.376 partos, cerca de 35% são de moradores de outras cidades e até mesmo de outros Estados.

APRESENTAÇÃO REVELOU AVANÇOS na Saúde em Vilhena no último ano

O último ano também foi o que mais registrou internações no Hospital Regional de Vilhena (HRV) desde 2015, com quase nove mil internações, principalmente por gravidez, lesões, doenças dos sistemas respiratório, circulatório, digestivo e geniturinário.

Com crescimento de 165% em relação a 2015, o número de pacientes cadastrados no SUS em Vilhena saiu de 25 mil para mais de 67 mil no fim de 2019. Apenas nos dois primeiros meses de 2020, porém, já foram cadastrados outros 5 mil pacientes, após intensificação das visitas dos agentes comunitários de saúde em todo o município.

A abertura do CEV (Centro de Especialidades Vilhenense) e de sua farmácia permitiu também que no terceiro trimestre de 2019 houvesse aumento de cerca de 45% na distribuição de medicamentos à população, saindo de 9.458 unidades no segundo trimestre e chegando a 13.301 no terceiro trimestre.

Apenas no terceiro trimestre, o CER (Centro Especializado em Reabilitação) fez mais de 13 mil atendimentos e o CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial) realizou 1.200 atendimentos em grupo para diversos públicos e idades.

Da mesma forma, o programa Melhor em Casa fez no ano passado mais de 17,7 mil atendimentos. Compostas por médico, enfermeiro, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, técnico em enfermagem, nutricionista e assistente social, as equipes fizeram 6.648 visitas domiciliares e 11.094 procedimentos de Saúde.

O SAE/CTA, em 2019, prestou um total de 9.142 atendimentos a pacientes portadores de doenças sexualmente transmissíveis, principalmente HIV e hepatites virais. No mesmo período, o local realizou mais de 10 mil exames. Enquanto isso, o setor de Imunização realizou vacinação em mais de 86 mil pacientes.

As ações de gestão no último quadrimestre de 2019 envolveram contratação de médicos e enfermeiros para Atenção Básica, contratação de técnicos em Enfermagem para o HRV; aprovação de dois novos programas de residência médica (Pediatria e Gineco-Obstetrícia) para Vilhena, continuidade da reforma do posto de Saúde Afonso Mansur através da Unesc, início da reforma da Policlínica João Luiz, entrega de van para transporte intermunicipal de pacientes, entrega de duas ambulâncias para o hospital, entrega de van para transporte de pacientes em tratamento no Instituto do Rim, recebimento do tomógrafo no hospital, realização de 439 cirurgias de catarata através do Projeto Visão, início das obras de reforma do posto de Saúde de Nova Conquista.

O evento contou com a participação dos vereadores Célio Batista e Adilson de Oliveira, além da vice-prefeita Maria José e da secretária-adjunta de Saúde do município, Kelly Ventura.

Semcom