Médicos farão residência em pediatria e gineco-obstetrícia na Saúde de Vilhena através de parceria da Prefeitura, Unesc e Governo Federal

VISTORIA DO CNRM EM VILHENA aprovou rede de Saúde da Prefeitura para receber o novo programa de residência

Já aprovado, o programa prevê 60 horas semanais de trabalho de cada especialista durante 3 anos.

Terceira cidade do Estado a ser contemplada com esta residência, Vilhena terá em breve mais quatro profissionais atendendo na Saúde do município através do edital de residência em pediatria e gineco-obstetrícia oferecido pela Unesc. Cada um terá bolsa de R$ 3,3 mil paga pelo Ministério da Saúde e ganharão certificados do Ministério da Educação. A previsão é que estes profissionais comecem a atender na cidade já em março de 2021.

Após inserir o projeto no sistema do Governo Federal em agosto de 2019 e vários meses de empenho da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) junto da Unesc, o município foi aprovado recentemente para realizar o programa. Agora o processo segue para trâmites burocráticos com expectativa de realização das provas até o fim do ano e convocação dos classificados no início do ano seguinte.

“É a primeira vez na rede hospitalar e profissional da Unesc que somos contemplados com esse edital, que vai ser muito importante para Vilhena e região. É um padrão único de ensino, visto que são médicos já formados que vão realizar especialização em serviço, com ajuda de preceptores do município e profissionais da Unesc no apoio. A residência permitirá a criação de novos protocolos e amplia os atendimentos, além de ser permanente, o que significa que todo ano vão ser mais quatro profissionais atuando e estudando na Saúde vilhenense”, explica Flávio Pierette Ferrari, coordenador do curso de Medicina da Unesc.

O secretário municipal de Saúde, Afonso Emerick, revela mais detalhes sobre o edital. “Cada um dos quatro médicos irá trabalhar 60 horas por semana atuando em toda a rede de Saúde do município, conforme as atividades definidas pelo CNRM, o Conselho Nacional de Residência Médica, fazendo pronto-atendimento e ambulatorial. Este programa vai aperfeiçoar o cenário de prática, as rotinas de serviço qualificado, além de incluir carga horária teórica e aumento importante na força de trabalho da Saúde local”, conta Afonso.

Assim que as inscrições estiverem disponíveis, a Secretaria Municipal de Saúde irá divulgar mais detalhes sobre os critérios para inscrição e prazos para os interessados participarem do edital.

Semcom