“Lagoa Azul” em Tanguá (RJ) esconde um perigo.

A “Lagoa Azul” localizada em Tanguá, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro tem chamado a atenção de moradores e turistas, mas cuidado, a água azul turquesa do local esconde um perigo.

No local onde é encontrado esse paraíso antes funcionava uma mineradora. A empresa Sartor atuou no lugar por mais de 20 anos extraindo minerais como a Fluorita e o Sienito, e em 2015 encerrou seus trabalhos. O que restou foi uma enorme cratera, que com o tempo foi enchendo de água da chuva e se transformando na lagoa que é hoje.

Segundo pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que estudaram amostras da água, foram encontradas propriedades químicas na água da lagoa, que a torna imprópria para o consumo e também para o banho. Há uma alta concentração de Flúor na água, o que pode causar uma doença chamada Fluorose, acarretada pelo consumo excessivo do elemento químico.

A lagoa ácida fica localizada dentro de uma área particular e a Defesa Civil da cidade garante que já deixou avisado a população sobre os perigos do lugar.

Fonte: maricainfo