Evento abriu oficialmente Feira Regional de Artesanato em Vilhena neste fim de semana

Durante a manhã desta sexta-feira, 27, diversas autoridades lançaram oficialmente a 3ª Feira Regional de Artesanato do Programa de Artesanato Brasileiro (PAB). Sempre das 10h às 22h, o evento acontece na praça Angelo Spadari neste sábado e domingo, dias 28 e 29, realizado pela Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel) em parceria com a Fundação Cultural de Vilhena (FCV) e o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas). A feira reúne mais de 70 artesãos de todo o Estado e foi lançada no auditório da Associação Comercial Empresarial de Vilhena (Aciv) com presença de vereadores, secretários e artesãos.

Estiveram na abertura da feira a vice-prefeita Maria José, os vereadores Wilson Tabalipa, Rafael Maziero, Samir Ali e Professora Valdete, além do secretário regional do Governo do Estado, Nilton Cordeiro, bem como a presidente da FCV, Kátia Valléria, a coordenadora municipal de artesanato, Hurby Santos, a secretária municipal adjunta de Agricultura, Maria Madalena, a coordenadora do PAB, Wellida Sodré, o gerente do escritório regional do Sebrae em Vilhena, Charif Mohamed, o presidente do sistema OCB/SESCOOP Rondônia, Salatiel Rodrigues, o gerente do Senac Vilhena, Marcelo Rafael, e a artesã paraibana Teresa Júlio.

Com uma grande estrutura de 20 tendas, o evento contará com grande variedade de manifestações artísticas disponíveis para compra, como capim dourado, móveis feitos a partir de pneus, biscuit, crochê, bonecas, acessórios para cabelo, esculturas, pinturas em tela, entre outros. Neste ano, além do artesanato, a feira contará com 10 agroindústrias locais com a venda de doces, pimenta, biscoitos e subprodutos da agricultura local, apoiados pela Secretaria Municipal de Agricultura.

Para a realização da feira uma grande parceria foi formada entre as secretarias municipais de Turismo, Indústria, Comércio, Agricultura e Comunicação. A FCV dá suporte à feira com servidores, organização, alojamento e café da manhã para os artesãos de fora.

Durante os três dias de feira, além da exposição e venda das obras, serão ministradas palestras sobre cooperativismo e associativismo direcionados ao artesanato com o professor Emerson Silva, do Sebrae. Haverá ainda três oficinas de produção de flores com escamas de peixe, ministradas pela professora Teresa Júlio, vinda de Cabedelo, na Paraíba. As inscrições para as oficinas custam R$ 30 e podem ser feitas na praça mesmo, durante o evento. Os materiais necessários para o curso serão fornecidos pela organização.

Semcom